Laboratório de Arqueologia Pública Paulo Duarte

Coordenação e Equipe

O Laboratório de Arqueologia Pública “Paulo Duarte” é coordenado pela pesquisadora Aline Vieira de Carvalho, do Nepam da Unicamp.

Coordenadora

Aline Vieira de Carvalho

Sou pesquisadora no Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais da Unicamp (NEPAM), onde desenvolvo investigações interdisciplinares nas grandes áreas das Ciências Ambientais e da História a partir dos recortes temáticos vinculados ao Patrimônio, Memória e a Arqueologia Pública. Investigo, por exemplo, como construir indicadores de vulnerabilidade socioambiental para o patrimônio arqueológico do litoral norte de São Paulo. Atuo como responsável pelo Laboratório de Arqueologia Pública Paulo Duarte (LAP Nepam/Unicamp). Desenvolvo atividades como professora plena dos programas de pós-graduação em Ambiente e Sociedade (NEPAM/IFCH/Unicamp), em História (IFCH/Unicamp) e no Mestrado Profissionalizante em História (ProfHistória/IFCH/Unicamp). Participo de grupos de pesquisa do CNPq, em Grupos de Trabalhos do ICOMOS, da Anpuh, entre outras instituições, sobre as temáticas da História Ambiental, Arqueologia Pública e Patrimônio. Possuo o título de doutorado pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais (Nepam/ IFCH/Unicamp: 2005- 2009) e mestrado em História Cultural (História/IFCH/ Unicamp: 2003/2005). No campo internacional, participo de redes de pesquisa sobre patrimônio biocultural coordenada pela UNAM/Mx. Realizei o pós-doutorado no Departamento de História/Unicamp. Atualmente, coordeno o ProfHistória (IFCH/Unicamp)

Equipe

Elton Rigotto Genari

Bacharel em História pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas / Universidade Estadual de Campinas (IFCH / Unicamp - 2012), Mestre em Ensino de História (IFCH / Unicamp - 2018), e doutorando em História no IFCH/Unicamp, na área de Política, Memória e Cidade. Possui experiência de pesquisa em Memória, Patrimônio, Direitos Humanos e Cultura Digital. Sua pesquisa atual investiga os processos de virtualização de museus e as transformações em instituições de memória frente ao surgimento de um paradigma digital. Também é membro da Association of Critical Heritage Studies (ACHS), bem como faz parte de grupos de estudo on-line sobre patrimônio digital e cultura digital.

Fernanda Luiza Teixeira Lima

Atualmente é aluna do curso de Doutorado em História na Unicamp.Mestre (2015) e graduada em História pela Universidade Federal de Ouro Preto (2011). Na área de pesquisa tem interesse e experiência nos seguintes temas: História da América com ênfase em História do Brasil e do Chile, atuando principalmente nos seguintes temas: ditadura, memória, cinema, historiografia, patrimônio, museu e arqueologia. Interessa-se também pelo ensino e divulgação do conhecimento histórico em plataformas multimídias.

Felipe Bueno Crispim

Licenciado em História pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP. e mestre em História pela Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP. Atuou como pesquisador e documentalista em projetos de identificação, inventário e preservação de acervos documentais e patrimônio cultural. Foi consultor da Diretoria de Patrimônio Artístico e Cultural de Jundiaí e parecerista da Revista Arqueologia Pública do Núcleo de Pesquisas e Estudos Ambientais, NEPAM UNICAMP. É autor do livro ?Entre a Geografia e o Patrimônio: estudo das ações de preservação das paisagens paulistas pelo Condephaat (1968-1989), Fapesp/EdUFABC, 2016 e membro do Grupo de Trabalho em História Ambiental da Associação Nacional de História, Seção São Paulo, Anpuh SP. Atualmente é doutorando no Programa de Pós Graduação em História da Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP.

Heloisa Rosa

Sou graduada no curso de História licenciatura e bacharel pela Pontificada Universidade Católica de Campinas, fui bolsista do subprojeto da área de História do PIBID (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência), no período de Março de 2014 à julho de 2015. fui bolsista de iniciação cientifica durante o período de agosto de 2015 à julho de 2016.Realizei estágio no museu universitário da Puc Campinas, como também fui estagiária no Espaço Galeria Sesi Campinas. Atualmente sou mestranda na linha de Cultura visual, história intelectual e patrimônios, no centro de ciências humanas e aplicadas da Unicamp

Janaína Welle

Doutoranda em Ambiente e Sociedade na Universidade Estadual de Campinas, mestra em Multimeios pela Universidade Estadual de Campinas (2015) e em Antropologia Visual pela Universidade de Barcelona (2008), graduada em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (2004). Integra o coletivo gestor da plataforma multimídia Sementeia (sementeia.org). Atua principalmente nos seguintes temas: cinema ambiental, documentário, meio ambiente, memória ambiental, produção audiovisual e antropologia visual.

Layla Chaves Lucena

Sou professora na rede estadual de ensino e mestranda em Ensino de História, pela Universidade Estadual de Campinas. Fiz a graduação em História na Faculdade Campo Limpo Paulista (2010). Especialização em Arqueologia, História e Sociedade, pela Universidade de Santo Amaro (2017). Em 2013 realizei estágio no Istituto Italiano di Paleontologia Umana, realizando atividades de preparação, conservação e restauro de material fóssil do Pleistoceno médio italiano. Gestão e catalogação da coleção arqueológica e paleontológica do Instituto. Em 2014 fiz estágio voluntário no Laboratório de Arqueologia Pública - UNICAMP

Luciana Cristina de Souza

Graduada em História pela Universidade Estadual de Londrina (2006-2009) e mestre em História Cultural pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (2012-15), atualmente curso doutorado em História na Universidade Estadual de Campinas. Trabalho como professora de História na rede particular de ensino. Oriento trabalhos de monografia em Gestão Escolar no Instituto Pecege e sou bolsista Univesp atuando com facilitadora de aprendizagem no curso de Pedagogia e desenvolvendo uma Especialização em Formação Didático-Pedagógica para Cursos na Modalidade a Distância.

Marcos Pereira

Atualmente é profissional especializado em tecnologia da informação e comunicação da Universidade Estadual de Campinas. Tem experiência na área de desenvolvimento web, com ênfase em Divulgação Científica, atuando principalmente nos seguintes temas: divulgação científica, internet, redes e mídias sociais e novas tecnologias de informação e comunicação.

Natália do Carmo Louzada

Natália do Carmo Louzada é Professora no Instituto Federal de Educação Ciência Tecnologia Goiano, Campus Ceres. Doutoranda no Programa de Pós Graduação em História da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), onde desenvolve pesquisa sobre o tombamento federal de terreiros de candomblé no Brasil. É também mestre em História pela Universidade Federal de Goiás (UFG), e desde 2006 se dedica à temática das religiões afro-afrobrasileiras e à educação antirracista. Foi professora substituta de História da África na Universidade de Brasília (UnB), e professora contratada de História da África, História e cultura afro-brasileira, na Universidade Estadual de Goiás (UEG). Mais recentemente, no âmbito do IF Goiano, vem atuando na grande área de Informática, pesquisando as relações de gênero no campo da computação, bem como a desinformação e a infodemia na sociedade contemporânea. Exerce a coordenação conjunta do projeto Meninas Digitais no Cerrado (Sociedade Brasileira da Computação / IFGOIANO - Ceres). É Presidente do Núcleo de Estudos afro-brasileiros e indígenas do Campus Ceres e, em dezembro de 2020, tornou-se Presidente do Conselho Gestor do Sistema de Núcleos Afro-Brasileiros e Indígenas do IF Goiano (SISNEABI). Integra o grupo de pesquisa CAOS - observatório da [des] informação (IFG / IFGOIANO / UEG), do qual é vice presidente; o NEPETi - Núcleo de Estudos e Pesquisa em Tecnologia da Informação (IFGOIANO); e o Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre Diversidade de Gênero e Sexualidade (IFGOIANO Campus Ceres).

Patricia Cristina Bertozzo

Possui bacharelado e licenciatura em História pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), atualmente é mestranda na área de Cultura, Memória e Visualidades do programa de Pós-Graduação em História da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Tem interesse em Patrimônio; Cultura Visual; Memória; História do Brasil

Pesquisadores Colaboradores

Benjamín Ortiz Espejel

Universidad Iberoamericana Puebla · Instituto de Investigaciones Interdisciplinarias en Medio Ambiente

Cristina Fachini

Pesquisadora Científica nível VI do Instituto Agronômico, Centro de Grãos e Fibras. Possui graduação em Ciências Econômicas pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (2001), mestrado em Ciências (Economia Aplicada) pela Universidade de São Paulo (2005), doutorado em Ambiente e Sociedade pelo NEPAM/UNICAMP e em Turismo pela Universidade de Girona, Espanha. Pesquisa temas ligados ao Desenvolvimento Territorial, Patrimônio Agroalimentar, Agrobiodiversidade, Turismo e Sustentabilidade.

Esdras Matheus Silva Matias

Bacharel em Administração pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Especialista em Educação Ambiental (UFPB). Especialista em Gastronomia e Cozinha Autoral pela PUC-RS (2020). Mestre em Administração com habilitação em Marketing (PPGA/UFPB). Doutorado pelo Programa Interdisciplinar em Ambiente & Sociedade, Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais da Universidade Estadual de Campinas (IFCH/Nepam/Unicamp,2017).Professor Adjunto C Nível IV do Departamento de Turismo e Hotelaria (DTH/UFPB).Tem experiência na área de Administração com ênfase em Marketing. Em Turismo atuando principalmente nos seguintes temas : História e Fundamentos do Turismo, Gastronomia e Turismo, Meios de Hospedagem, Gestão de empresas turísticas ( Empreendimentos de Hospedagem e Alimentação fora do lar). Metodologias ativas no ensino da graduação ; Relações Empresa, Sociedade e Ambiente; Organizações e Sustentabilidade.

Luana Cristina da Silva Campos

Doutora pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro no programa "Quaternário, Materiais e Culturas" com apoio financeiro do programa de doutorado Pleno do Exterior CAPES, reconhecido no Brasil pelo Departamento de Arqueologia da Universidade de Pernambuco - UFPE. Mestra pelo programa Erasmus mundus "Quaternário e Pré-historia " através do mestrado em Arqueologia Pré-histórica e Arte Rupestre da Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro. Pós Graduada em Antropologia Forense pela Universidade de Coimbra/INML. Especialista em SIG pelo Instituto Técnico de Tomar.Graduada em Historia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Associado ao CGeo - Centro de Geociências da Universidade de Coimbra e ao Comité Científico ICOMOS-BR sobre Mudanças Climáticas. Professora no Mestrado Profissional em Preservação do Patrimônio Cultural do IPHAN. Professora Substituta no Curso de História da Universidade Estadual de Goiás. Pós-doutoranda do Laboratório de Arqueologia "Paulo Duarte" - UNICAMP. Áreas de atuação: Arqueologia - Patrimônio Cultural - Alterações Climáticas - Comportamento Humano - História.

Mayara Roberta Martins

Professora Adjunta do Instituto de Ciências Humanas e da Informação - ICHI para os cursos de Graduação em Turismo, Graduação em Hotelaria e no Curso Superior em Tecnologia em Eventos pela Universidade Federal de Rio Grande (FURG), Câmpus Santa Vitória do Palmar - RS. Atual Coordenadora Acadêmica do Laboratório de Pesquisa em Turismo - LATUR/FURG. Doutora em Ambiente e Sociedade pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) - Núcleo de Pesquisas e Estudos Ambientais (NEPAM/IFCH) (2014-2018), com apoio financeiro de pesquisa pela CAPES e FAPESP. Mestra em Desenvolvimento Rural pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) - Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural (PGDR) (2011-2013). Bacharela em Turismo pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR/Sorocaba)(2006-2009). Foi Professora Substituta em Turismo/Hotelaria no Instituto Federal de São Paulo (IFSP), Câmpus Campos do Jordão (2018-2019). Líder do Grupo de Estudos em Turismo do Extremo Sul (GETES/ FURG). Colaboradora no Grupo de Pesquisas em Agricultura, Alimentação e Desenvolvimento (GEPAD/UFRGS) e no Laboratório de Arqueologia Pública Paulo Duarte (LAP/NEPAM/UNICAMP). Principais áreas/temas de interesse: Turismo de Base Comunitária; Áreas naturais e comunidades; Patrimônio Agroalimentar; Juventudes e Grupos Etários; Sustentabilidade; Educação Ambiental; Estudos da Alimentação e Consumo; Hospitalidade e lazer; Patrimônio Natural-Cultural; Turismo, Saúde e Bem-Estar.

Willian Carboni Viana

Doutor em Geografia (Geografia Humana) pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto (Portugal). Mestre em Arqueologia pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro - UTAD em parceria com o Instituto Politécnico de Tomar - IPT (Portugal), no âmbito do Programa Internacional Erasmus Mundus Master in Quaternary and Prehistory (IPT/ UTAD, UNIFE, URV, MAHN, UPD). Licenciado e bacharel em Geografia pela Universidade do Extremo Sul Catarinense - UNESC (Brasil). Possui registro profissional no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia - CONFEA / CREA-SC (124.747-9 ), situação ativa no Cadastro Técnico Federal de Atividades e Instrumentos de Defesa Ambiental - CTF / AIDA (7316763). Dedica-se a estudos relacionados a Geografia Econômica e Social, Geografia Cultural, Gestão do Território e Arqueologia da Paisagem. Atua como Geógrafo na elaboração de documentos técnico-científicos, em pesquisas sobre Patrimônio Cultural e Ciências Humanas.

Thais Melo Assis

Mestranda (2015 - 2017) em Preservação do Patrimônio Cultural no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN (Coordenação de Educação Patrimonial - Ceduc do Departamento de Articulação e Fomento - DAF). Anterior graduada em Museologia (Bacharelado) pela Universidade de Brasília - UnB no período de 2011 a 2014. Durante 2013 desenvolveu Projeto de Aprendizagem Integrada - Pac sobre "Conservação Preventiva e Acondicionamento de Acervos" com orientação da Professora e Mestre Silmara Küster de Paula Carvalho. Tendo participado de um Congresso no Rio de Janeiro sobre Química Aplicada a Conservação e Restauro de Bens Culturais a sua monografia voltou-se sobre "Conservação Preventiva de objetos de metal em museus: Descrição de procedimentos técnicos a partir da apresentação dos agentes de degradação", interessando-se como campo de pesquisa a preservação do patrimônio pelo ponto de vista da química. Participou de um Projeto de Iniciação Científica sobre: "Análise do processo de degradação por oxidação nos documentos do acervo Carlos Lacerda" sob guarda do Setor de Obras Raras da Biblioteca Central da UnB, porém não teve continuidade devido a Universidade não ter permitido aluno recém formado na pesquisa.

Karina Nymara Brito Ribeiro

Mestra em Preservação do Patrimônio Cultural (PEP/MP) pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (2016). Especialista em História e Historiografia da Amazônia (2015) e graduada (bacharel e licenciada) em Ciências Sociais (2013) pela Universidade Federal do Amapá (UNIFAP). Desenvolveu suas pesquisas acadêmicas em comunidades tradicionais do Estado do Amapá, produzindo frutos como cartilhas informativas, materiais didáticos e documentos técnicos voltados para processos de patrimonialização de bens culturais e Educação Patrimonial. Desde 2009 realiza atividades educativas para crianças e adolescentes de baixa renda com apoio de associações locais e entidades sem fins-lucrativos. Atuou como voluntária no Museu da Imagem e do Som (MIS-AP). Entre 2016 e 2018 atuou como pesquisadora associada no Centro de Estudos e Pesquisas Arqueológicas do Amapá (CEPAP/ UNIFAP). No biênio, 2017 e 2018, trabalhou com a elaboração de Relatórios Antropológicos (RA) voltados para regularização fundiária quilombola pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA). Atualmente é pesquisadora do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamiraua (IDSM/MCTIC), GP em Arqueologia e gestão do Patrimônio Cultural da Amazônia e membro do Comitê Científico Nacional de Interpretações, Educação e Narrativas Patrimoniais (CCBrInt/ ICOMOS).

Bolsistas

Isabela Soares Pinto

Possui ensino-medio-segundo-graupela Escola Estadual Segundo Major Aviador José Mariotto Ferreira(2018).

Bruna Daniela de Melo

Possui ensino-medio-segundo-graupela Dr Sylvio de Aguiar Maya(2012). Tem experiência na área de Arqueologia.

Alex Gabriel Ferreira da Silva

Possui ensino-medio-segundo-graupela E. E. Carlos Alberto Galhiego(2018). Tem experiência na área de Economia.